Sabe aquela dúvida sobre camisinha e relação sexual que você tem receio de perguntar até para seus amigos, seus pais ou seu médico? Fique tranquilo. O Dr. Condom responde. No momento, não temos condições de responder a todas as perguntas de forma personalizada por e-mail, pois ainda não mantemos serviço de aconselhamento on-line. Consulte nossa seção de dúvidas abaixo. Caso necessite de outras informações não disponíveis nesta página sobre a infecção pelo HIV, locais de testagem ou serviços de saúde, você também pode ligar para o serviço governamental gratuito do Disque-Aids: 0800 61-19-97 ou 0800 16-25-50

Confira abaixo as respostas para as suas dúvidas.

Usar camisinha protege mesmo contra Aids e DSTs?
Qual o melhor momento para colocar a camisinha?
Para me sentir mais protegido, posso usar duas camisinhas?
Posso usar a camisinha mais de uma vez?
O que devo fazer para a camisinha não estourar?
Ops! A camisinha estourou. E agora?
Para que serve a camisinha com espermicida?
Camisinha dá alergia?
O que fazer quando a camisinha fica dentro da vagina ou do ânus?
Dá para usar camisinha feminina e masculina ao mesmo tempo?
A camisinha feminina é tão boa quanto a masculina?

Usar camisinha protege mesmo contra Aids e DSTs?
O uso correto, sistemático e consciente da camisinha em todas as relações sexuais contribui, de forma concreta, para a prevenção de enfermidades e da gravidez indesejada. Muitos estudos indicam que o preservativo é realmente eficaz na prevenção da aids e de outras doenças sexualmente transmissíveis. A garantia de segurança passa de 95%. Além disso, o látex é uma barreira excelente contra o vírus HIV. Quanto à possibilidade de o preservativo estourar durante o ato sexual, pesquisas sustentam que as taxas de rompimentos são inferiores a 1%, e que o fato dela “arrebentar” deve-se muito mais ao uso incorreto do que falha do produto em si.

Qual o melhor momento para colocar a camisinha?
O preservativo deve ser colocado desde o início da transa, ou seja, antes de acontecer a penetração. Isso é essencial porque, mesmo antes da ejaculação (quando o homem goza), existem alguns espermatozóides no líquido que sai do pênis. Esses espermatozóides, dentro da vagina, podem migrar e atingir um óvulo.

Para me sentir mais protegido, posso usar duas camisinhas?
Definitivamente não! Quem usa duas camisinhas não fica mais protegido. Duas camisinhas provocam atrito entre as duas camadas de látex (borracha) e podem aumentar o risco de rompimento. Uma camisinha dentro do prazo de validade e selo de controle do Inmetro, bem colocada, oferece boa proteção.

Posso usar a camisinha mais de uma vez?
Não. Depois de gozar troque a camisinha. Ela foi feita para isso: usar e jogar fora. Não tente lavá-la pensando em reaproveitá-la. Ale de rasgar com mais facilidade também não elimina todo o esperma armazenado durante a ejaculação. Por isso, não vale a pena arriscar.

O que devo fazer para a camisinha não estourar?
É preciso ter cuidado na hora de abrir a embalagem. Nenhuma unha ou dente deve danificar o material. Além disso, nunca esqueça de tirar o ar que fica na ponta da camisinha. Em geral, não é normal que o preservativo arrebente. Se isso acontecer, o mais provável é que o casal não esteja colocando a camisinha da maneira correta. Preste atenção na marca da camisinha e o local onde ela está sendo guardada (deve estar protegida do sol e não dobrada).

Ops! A camisinha estourou. E agora?
Quando a camisinha é de boa qualidade for colocada de forma correta (sem deixar ar dentro dela) e retirada logo depois da ejaculação, as chances de ela furar ou vazar são muito pequenas. Para aumentar o poder de proteção das camisinhas, elas podem ser usadas junto com um gel espermicida. Toda vez que a camisinha estourar é importante interromper a relação, lavar a vagina e o pênis com água corrente e sabão e, só então, prosseguir a relação sexual com outra camisinha.

É também importante procurar o médico no dia seguinte. Ele é que vai decidir qual o melhor modo de fazer a anticoncepção de emergência se for necessária. Para a gravidez, há a alternativa da pílula do dia seguinte. Para as DSTs, existe a possibilidade de exames e tratamento. A garota deve checar com o parceiro se a saúde dele está em ordem e se ele se consulta regularmente com um médico.

Para que serve a camisinha com espermicida?
Espermicida é uma substância que destrói os espermatozóides e tem alguma ação de ataque contra os germes que causam as doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). Muitas camisinhas já vêm com espermicida - essa informação está anotada na embalagem. Quando elas não vêm com essa substância, o gel espermicida pode ser comprado nas farmácias.

Camisinha dá alergia?
Apenas 1% das pessoas tem alergia ao látex (borracha utilizada na fabricação das camisinhas). Outros 1% tem alergia às substâncias químicas (espermicidas e lubrificantes) que existem em alguns tipos de preservativos. Se você perceber qualquer alteração com o uso da camisinha, deve experimentar aquelas sem nenhum tipo de espermicida ou lubrificante.
Se essa técnica falhar, talvez seja bom mudar o material da camisinha. Existem preservativos feitos de um tipo de plástico (poliuretano), que são importados e podem ser comprados pela Internet ou em algumas sex-shops. A camisinha feminina, também feita de poliuretano, é outra alternativa.

O que fazer quando a camisinha fica dentro da vagina ou do ânus?
Quando a camisinha fica presa na vagina ou no ânus (o que é não é muito comum), ela precisa ser removida. Às vezes, a localização mais externa permite que a própria pessoa retire. Outras vezes, ela fica no fundo da vagina ou ânus, o que pode tornar a manipulação até dolorosa. Aí, só o médico resolve. Se há esperma na camisinha, o risco de gravidez e de doenças sexualmente transmissíveis é maior. Ao tentar retirar a camisinha, pode haver um pequeno sangramento, pois a mucosa pode se machucar um pouco. Portanto preste atenção na forma correta de colocar a camisinha.

Dá para usar camisinha feminina e masculina ao mesmo tempo?
É a mesma história de o garoto usar duas camisinhas. O atrito entre elas aumenta muito o risco de rasgar durante a transa. É muito mais seguro escolher uma só e ir em frente.

A camisinha feminina é tão boa quanto a masculina?
Sim. Se bem colocada, evita todas as doenças sexualmente transmissíveis e a gravidez. O grande problema é que ela ainda é pouco conhecida entre a maioria das mulheres. Além disso, custa mais caro. Ela pode ser muito útil se o parceiro não gostar de usar camisinha, já que seu uso depende apenas da garota.

As camisinhas coloridas, com música e com cheiro de frutas são tão seguras quanto as comuns?
Depende. O ideal é procurar o selo de institutos de certificação estrangeiros (ou do próprio Inmetro) e ler as instruções, para saber se o material do qual são feitas realmente protege.